Cinco efeitos negativos provocados pelo excesso de proteínaNotícias de Saúde

Segunda, 07 de Setembro de 2015 | 1055 Visualizações

Fonte de imagem: beverlyfoley

Para quem pratica atividade física com frequência, a proteína é uma das principais aliadas da alimentação, contudo, a vontade de ingerir este nutriente e de evitar o consumo de hidratos de carbono leva a que se coma proteína em excesso, o que pode ser altamente prejudicial à saúde.

Conta a Fox News que são cinco os principais efeitos negativos do consumo exagerado de proteína, começando peço mau hálito. Quando se corta drasticamente no consumo de hidratos de carbono, apostando na proteína, o corpo entra no estado de cetose, em que a gordura é gasta para dar energia ao corpo, contudo, tal provoca a perda de peso, a fraqueza de determinadas propriedades do corpo e a produção de alguns químicos responsáveis pelo mau hálito.

Ficar de mau humor é outra das consequências do excesso de proteína – e mais uma vez do corte nos hidratos de carbono. Embora a proteína dê força aos músculos, a falta de hidratos de carbono afeta o cérebro e a energia que o corpo tem, deixando a pessoa cansada e irritada.

O consumo exagerado de proteína – muitas vezes à base de suplementos à base de soro de leite – é ainda prejudicial para os rins, uma vez que obriga a que trabalhem acima do normal. Os problemas gastrointestinais são ainda comuns em quem abusa da proteína, principalmente quando são excluídos da dieta os hidratos de carbono complexos e ricos em fibra.

Por fim, e ao contrário do que se pensa, o consumo elevado de proteína proporciona, ainda, o ganho de peso, em especial quando a proteína é usada em alternativa às frutas e frutos secos nos snacks.

Partilhar esta notícia
Referência

Notícias Relacionadas