Cinco causas mais ou menos inesperadas de eczemaNotícias de Saúde

Sexta, 02 de Junho de 2017 | 3140 Visualizações

Fonte de imagem: SteamSpoils

As alergias alimentares e a asma podem desencadear este problema cutâneo.

Oeczema é uma inflamação aguda da pele caraterizada não só pela comichão que provoca, como também pelo ardor, vermelhão e irritação, podendo mesmo dar azo a algumas feridas e zonas mais ou menos peladas.

A cura para esta patologia cutânea está ainda por descobrir – embora a ciência já tenha dado um pequeno passo em frente -, contudo, o tratamento pode ficar facilitado e até mesmo mais eficaz quando é conhecida a causa deste problema.

Mesmo se tratando de uma doença cuja causa é multifatorial, existem fatores comuns ao dia a dia ou até mesmo doenças que nada têm a ver com a pele que podem impulsionar o aparecimento ou o agravamento do eczema. O efeito, claramente, depende de pessoa para pessoa e, por isso, todo e qualquer sinal de alerta deve ser discutido com o médico, pois só assim é possível detetar a doença de forma mais correta.

É o caso da asma e da febre do feno, diz o site Food Matters, destacando que estas duas patologias podem desencadear dermatite atópica (uma das formas mais comuns de eczema) junto às bochechas, braços e pernas. Também as alergias alimentares podem dar origem a um possível eczema, que surge como consequência da reação que o sistema imunitário teve ao alimento que causa a alergia.

Por interferir com hormonas e, por consequências, com todo o corpo, o stress é também um dos fatores que mais pode contribuir para o eczema, diz a publicação, salientando que tal deve-se a resposta inflamatória do organismo aos elevados níveis de cortisol. E por falar em hormonas, diz o Food Matters que o sistema hormonal é também uma possível causa de eczema.

Uma vez que afeta a zona mais exposta do corpo, o eczema pode ainda ser causado pelo contacto com poluentes ambientais (presentes no ar e até mesmo em alguns alimentos) e químicos (como os que se encontram na roupa, no calçado e nos produtos de beleza e higiene, como o champô, o gel de banho, o perfume, os cremes, etc.)

Partilhar esta notícia
Referência
Daniela Costa Teixeira

Info-Saúde Relacionados