Cientistas descobrem causa da esclerose lateral amiotróficaNotícias de Saúde

Terça, 12 de Janeiro de 2016 | 109 Visualizações

Fonte de imagem: huffingtonpost

Estudo pode ter chegado mais perto de desvendar esta doença e até encontrar uma possível cura.

Sabia-se que a esclerose lateral amiotrófica (ELA) provoca a morte dos neurónios responsáveis pelos movimentos do nosso corpo, levando os doentes a perder progressivamente a capacidade de se mover, de falar e, finalmente, de respirar.

Agora, um grupo de cientistas da Universidade da Carolina do Norte, nos Estados Unidos, diz ter descoberto a causa da esclerose lateral amiotrófica, ou pelo menos como é que a doença funciona.

Como reporta o Medical Daily, o estudo revelado na publicação PNAS revelou que uma proteína chamada SOD1 junta temporariamente três moléculas (os trímeros) tornando-se altamente tóxico para os neurónios motores (responsáveis pelos movimentos do nosso corpo), levando à morte dessas células.

O cientista que liderou esta investigação, Nikolay Dokholyan, diz que o próximo passo é descobrir uma forma de impedir a formação destes aglomerados. Levanta-se já a possibilidade de um medicamento poder ser testado daqui a dois anos.

Esta descoberta poderá contribuir ainda para o tratamento de outras doenças neurodegenerativas, como Parkinson ou Alzheimer.

Estudo Aqui

Partilhar esta notícia
Referência