Cientistas criam músculos artificiais com fio de pescaNotícias de Saúde

Sexta, 21 de Fevereiro de 2014 | 31 Visualizações

Uma equipa de cientistas conseguiu criar músculos artificiais a partir de fibras de fio de pesca e linha de coser. A criação pode ser utilizada em objetos médicos, robôs e próteses e consegue levantar cem vezes mais peso que o músculo humano.

“Os músculos criados por esta equipa obtiveram a sua força por via térmica com as mudanças de temperatura, que podem produzir eletricidade, mediante a absorção da luz ou pela reação química de combustíveis", refere o artigo publicado na revista Science.

Segundo a Lusa, estes músculos foram criados por um equipa de investigadores das universidades do Canadá, Austrália, Coreia do Sul, Turquia, China e Estados Unidos. 

Comparados com os músculos naturais, que se contraem aproximadamente 20%, estes músculos artificiais podem contrair-se quase 50% e geram cem vezes mais potência do que os músculos humanos em corpos com o mesmo peso e altura.

De acordo com a revista Science, a equipa já tinha feito com sucesso músculos artificiais artificiais com materiais como o arame metálico e nanotubos de carbono, mas os investigadores e fabricantes concluíram que os seus custos de fabrico são elevados. 

Por outro lado, referem os cientistas, "os robots humanoides, as próteses de membros e os exosqueletos (suporte para os músculos) estão limitados por sistemas motores e hidráulicos cujo tamanho e peso restringe a destreza, a geração de força e a capacidade para o trabalho". 

Clique Aqui para ler o artigo.

Partilhar esta notícia
Autor
revista Science / Boas Notícias
Referência
universidades do Canadá, Austrália, Coreia do Sul, Turquia, China e Estados Unidos

Info-Saúde Relacionados