Chá e citrinos ajudam a reduzir cancro nos ováriosNotícias de Saúde

Terça, 28 de Outubro de 2014 | 98 Visualizações

Certas substâncias presentes no chá, vinho tinto e nos sumos de citrinos reduzem o risco de desenvolvimento de cancro nos ovários. A investigação da Universidade de East Anglia (UEA), EUA, estudou os hábitos alimentares de mais de 170 mil mulheres ao longo de três décadas.

A investigação revelou que as mulheres que consomem alimentos ricos em flavonóis e flavanonas (da família dos flavonoides), ambos antioxidantes, correm um risco menor de desenvolver cancro nos ovários, a quinta maior causa de morte por cancro entre as mulheres.

A equipa de investigadores estudou os hábitos alimentares de 171.940 mulheres com idades compreendidas entre os 25 e os 55 anos, ao longo de três décadas.  

O consumo de alimentos e bebidas ricos em determinados flavonoides (as flavanonas e os flavonois) - presentes no chá, vinho tinto, maçãs, uvas e citrinos - está ligado a uma menor propensão a desenvolver a doença.

"Este é o primeiro estudo em larga escala a investigar se a ingestão habitual de diferentes flavonoides pode reduzir o risco de cancro epitelial ovário", explicou o líder do estudo Aedin Cassidy, do departamento de Nutrição da Faculdade de Medicina da UEA, em comunicado da faculdade.

As principais fontes destes compostos, como o chá, os citrinos e os sumos, são facilmente incorporados na dieta, pelo que bastará mudanças simples na ingestão de alimentos para obter um impacto na redução do risco de cancro ovário.

O consumo de duas chávenas de chá preto por dia está associado a uma redução de 31% na incidência deste tipo de cancro, por exemplo.

Clique AQUI para aceder ao comunicado completo.

Partilhar esta notícia
Referência
Investigação da Universidade de East Anglia (UEA), EUA

Notícias Relacionadas