Cancro da mama: o efeito benéfico da dieta com baixo teor de gorduraNotícias de Saúde

Quarta, 20 de Abril de 2016 | 26 Visualizações

Fonte de imagem: Pixabay

As mulheres que adotam, ao longo de aproximadamente oito anos, uma dieta com baixo teor de gordura apresentam um risco reduzido de cancro da mama invasivo e aumentam a sua taxa de sobrevivência, comparativamente com aquelas que não seguem este tipo de dieta, sugere um estudo apresentado no congresso anual da Associação Americana para a Investigação do Cancro.
 
Há cerca de meio século foi sugerida uma associação entre o consumo de gorduras e o resultado do cancro. Contudo, os estudos observacionais têm sido inconclusivos. De forma a tentar clarificar esta temática, os investigadores do Instituto de Investigação Biomédica de Los Angeles, nos EUA, levaram a cabo um ensaio clínico que acompanhou 48.835 mulheres pós-menopáusicas.
 
As mulheres tinham entre 50 a 79 anos, sem antecedentes de cancro da mama, apresentavam mamografias normais e tinham um consumo de gorduras normal. Destas, 19.541 seguiu uma dieta, com o apoio de nutricionistas, de forma a diminuir a ingestão de gordura  e aumentar o consumo de frutas, legumes e cereais. As outras 29.294 continuaram a adotar a sua dieta habitual.
 
Cerca de oito anos após terem permanecido na dieta com baixo teor de gordura, 1.767 mulheres foram diagnosticadas com cancro da mama. O estudo apurou que a sobrevivência global desde o diagnóstico foi maior no grupo que adotou a dieta específica, 82% versus 78%.
 
Rowan Chlebowski, um dos autores do estudo, sugere que esta é a primeira vez que foram analisadas as mortes após o diagnóstico de cancro da mama neste grupo, tendo-se verificado que uma dieta com baixo teor de gordura aumentava a taxa de sobrevivência nas mulheres pós-menopáusicas após diagnóstico de cancro da mama.
 
Na opinião do investigador, as mulheres necessitam de permanecer nesta dieta para manterem os benefícios da intervenção dietética.
 
O estudo apurou ainda que as características principais do cancro, incluindo, tamanho, estado dos nódulos, distribuição de prognóstico pouco favorável, cancros triplos negativos e cancros HER2 positivos foram similares entre os dois grupos de mulheres. Contudo, ocorreram menos cancros negativos para o recetor da progesterona no grupo que adotou a dieta com baixo teor de gordura. Este grupo apresentou também um menor mortalidade por doença cardiovascular.

Partilhar esta notícia
Referência
Estudo do Instituto de Investigação Biomédica de Los Angeles

Notícias Relacionadas

Info-Saúde Relacionados