Cancro da mama: Doentes devem tomar comprimidos por mais tempoNotícias de Saúde

Segunda, 06 de Junho de 2016 | 92 Visualizações

Fonte de imagem: medscape

Os cientistas sugerem que os pacientes com o cancro da mama mais comum deviam tomar os comprimidos por dez anos, em vez dos cinco atuais, para evitar que o cancro regresse.

Dezenas de milhares de pacientes com cancro da mama devem manter a toma de medicação durante mais tempo para reduzir as probabilidades de a doença voltar.

Cerca de 40 mil mulheres por ano são diagnosticadas com o cancro da mama mais comum - com recetor hormonal positivo – e depois dos tratamentos (que podem passar por cirurgia, quimioterapia e/ou radioterapia) tomam durante cinco anos medicamentos inibidores de aromatase, para prevenir que o cancro volte a surgir.

Mas um novo estudo, liderado pelo investigador Paul Goss, professor de medicina da Harvard Medical School, sugere que pelo menos metade destes doentes oncológicos poderiam diminuir (em um terço) as probabilidades de o cancro voltar se o seu regime de toma de inibidores de aromatase duplicasse dos cinco para os dez anos.

Estas conclusões foram reveladas no encontro anual da American Society of Clinical Oncology (ASCO) - a maior conferência do mundo sobre o cancro, em Chicago. 

Partilhar esta notícia
Referência
POR VÂNIA MARINHO

Notícias Relacionadas

Info-Saúde Relacionados