Cancerígeno estará presente em mais de 17% das batatas fritasNotícias de Saúde

Quinta, 22 de Outubro de 2015 | 31 Visualizações

Fonte de imagem: showdereceitas

Um estudo realizado em Espanha encontrou níveis “injustificadamente elevados” de acrilamida, uma substância que se forma na fritura das batatas.

Cerca de um em cada cinco pacotes de batatas fritas em Espanha apresenta uma substância cancerígena, a acrilamida, acima dos níveis recomendados pela Comissão Europeia. O alerta é dado pelo estudo realizado por cientistas do Consejo Superior de Investigaciones Científicas (CSIC).

A acrilamida forma-se de forma natural a partir dos açúcares e aminoácidos em processos industriais de frituras acima dos 120º.

Depois de analisarem 40 marcas os investigadores encontraram níveis de acrilamida que variam até 80%.

Em junho, a Autoridade Europeia de Segurança Alimentar (EFSA) alertou que “a acrilamida nos alimentos é uma preocupação para a saúde pública”, uma vez que danifica o ADN e é cancerígena, como concluíram vários estudos feitos em animais, destaca o El País.

Os autores do estudo alertam os “níveis injustificadamente elevados poderão ser combatidos com uma adequada seleção da matéria-prima e ajustes das operações de fritura”, ainda assim aplaudem “a tendência satisfatória” observada na última década, com uma redução de quase 58%. 

Partilhar esta notícia
Referência