Biscoitos e bolos podem interferir com emoções e sentimentosNotícias de Saúde

Sexta, 05 de Junho de 2015 | 19 Visualizações

Megan Holt, da Universidade Estatal de San Diego, trouxe à baila mais um motivo para que o consumo de alimentos processados – em especial bolachas, biscoitos e bolos – seja moderado ou mesmo banido da alimentação.

Diz o Daily Mail que o grupo de investigação liderado por esta dietista concluiu que o consumo de alimentos ricos em ácidos gordos trans faz com que as pessoas sintam mais dificuldade em regular os sentimentos e emoções ou até mesmo entrem em estados depressivos.

A conclusão surgiu depois de terem sido analisadas cinco mil pessoas e de se ter verificado que aquelas que consumiam mais alimentos processados apresentavam também dificuldades em entender as emoções dos outros.

Mas esta não é a primeira vez que os bolos, bolachas, biscoitos e companhia são associados a graves problemas mentais. No final do ano passado, uma equipa da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, concluiu que os ácidos gordos trans têm um efeito bastante nocivo na memória.

De acordo com a Direção Geral da Saúde, “as principais fontes alimentares dos ácidos gordos trans são os alimentos que contêm gordura hidrogenada e os cozinhados em óleos vegetais submetidos a um sobreaquecimento, como é o caso do pão de forma de produção industrial, bolachas, biscoitos, fast food, batatas fritas de pacote, aperitivos, snacks de chocolate, alguns cereais de pequeno-almoço, produtos de pastelaria e confeitaria, bolos embalados, refeições prontas a consumir, refeições congeladas e embaladas prontas a consumir e alguns gelados”.

Usados para melhorar a textura e sabor e para aumentar a validade dos alimentos, estes ácidos gordos trans podem formar-se por três processos: a transformação bacteriana dos ácidos gordos polinsaturados no aparelho digestivo de animais ruminantes passando depois para a carne, gordura e leite destes animais, a hidrogenação industrial das gorduras polinsaturadas e o aquecimento e fritura de óleos vegetais a altas temperaturas, lê-se no documento da organização.

Partilhar esta notícia
Referência
Daily Mail