Bebés prematuros correm maior risco de ter ossos quebradiços no futuroNotícias de Saúde

Segunda, 30 de Maio de 2016 | 87 Visualizações

Fonte de imagem: time.com

É nas últimas semanas de gestação que ocorre uma maior transferência de cálcio para os bebés e os que nascem prematuramente acabam por acusar essa carência anos depois.

Os bebés prematuros correm maior risco de ter ossos quebradiços no futuro. Esta é a conclusão de um estudo conjunto entre Norwegian University e St. Olavs University Hospital.

De acordo com a investigação, é nas últimas semanas de gestação que ocorre uma maior transferência de cálcio para os bebés e os que nascem prematuramente acabam por acusar essa carência anos depois, mostrando ossos mais fracos e quebradiços.

Contudo, esta consequência – que não ocorre apenas em bebés prematuros, mas também naqueles que nascem com peso a menos - pode ser atenuada ou mesmo revertida com uma alimentação saudável e a prática cuidada de exercício físico, como indicam os mesmos investigadores, citados pelo Mirror.

O estudo teve por base a análise à densidade óssea de 186 adultos entre os 26 e os 28 anos, sendo que 52 tinham nascido com peso a menos e às 29 semanas, 59 com tamanho e peso a menos e nascido a termo (isto é, pelas 39 semanas) e 77 com o peso e tamanho normal e também nascido às 39 semanas.

Apresentado na edição deste ano do Congresso Europeu de Endocrinologia, o estudo indica que os adultos que nasceram com peso a menos ou de forma prematura apresentaram uma densidade óssea e um conteúdo mineral ósseo menor na coluna vertebral, pescoço e anca do que aqueles que nasceram com o tamanho e peso ideal Às 39 semanas.

Partilhar esta notícia
Referência
POR DANIELA COSTA TEIXEIRA