Ativada imunidade em ratos contra a listerioseNotícias de Saúde

Sexta, 31 de Janeiro de 2020 | 9 Visualizações

Fonte de imagem: New Scientist

Uma investigação internacional sobre o funcionamento do sistema imunitário contra bactérias descobriu que a inativação de dois genes tornou ratinhos imunes à listeriose.
 
A listeriose é um tipo de infeção causada pela bactéria Listeria monocytogenes e afeta o sistema nervoso. Pode ser fatal se não for tratada a tempo.
 
O presente estudo teve como objetivo saber mais sobre o sistema imunitário e como este reage a agressões externas. Mais respostas permitirão perceber se é possível melhorar esta resposta e se pode ser geneticamente modificada para ser mais eficaz com certas infeções.
 
Os investigadores usaram ratos com dois genes bloqueados, nomeadamente aqueles responsáveis pela produção das proteínas Beclin 1 e FIP200. Contudo, o bloqueio não se estendia a todo o organismo, mas sim às células mieloides do sistema imunitário, responsáveis pelo processo de autofagia.
 
A equipa de cientistas observou que o bloqueio tornou os animais imunes à bactéria Listeria monocytogenes.
 
Konstantin Zaitsev, co-autor, explica a descoberta: “A Listeria monocytogenes é uma bactéria que se divide dentro das células. Descobrimos que desligar os genes responsáveis pela Beclin 1 e a FIP100 permite que os ratos combatam a infeção e recuperem bem”.
 
Estes resultados estão associados ao facto de o sistema imunitário dos animais com os genes bloqueados estar ativo de forma permanente, ao contrário dos ratos normais cujo sistema imunitário só é ativado por fatores externos.
 
Os macrófagos estão constantemente ativados, o que faz com que tomem ação imediata mal a bactéria é introduzida no organismo.

Partilhar esta notícia
Referência
Descoberta publicada na revista “Nature microbiology”