Artrite reumatoide: como atenuar as doresNotícias de Saúde

Segunda, 29 de Fevereiro de 2016 | 341 Visualizações

Fonte de imagem: lekuvai

Apesar da inexistência de dados oficiais, calcula-se que esta doença atinja entre 50 a 60 mil portugueses.

A artrite reumatoide é uma doença crónica das articulações que afeta três vezes mais as mulheres do que os homens. As articulações incham e ficam rígidas, causando dor, mal-estar e limitando os movimentos. Como são o ponto de união e movimento entre dois ossos, ao longo do tempo a inflamação pode acabar por destruir os tecidos das articulações e limitar a rotina pessoal, dificultando o próprio andar e a sensibilidade das mãos.

Sendo uma doença mais comum no género feminino, surge normalmente nas mulheres entre os 30 e os 60 anos. Nos homens, a tendência é que apareça mais tarde.

Quais são as causas?

A causa desta doença permanece desconhecida. A ciência médica acredita que o sistema imunitário desempenha um papel relevante na inflamação e na própria doença. No caso da artrite reumatoide, este nosso sistema de defesa contra vírus, bactérias e outras células estranhas ao organismo reage erradamente, reconhecendo as próprias células como elemento estranho ao organismo. Por isso ataca-as, causando inflamações nas articulações e outros órgãos.

Como posso diagnosticar a artrite reumatoide?

Não há um exame específico para diagnosticar esta doença. Se sentir alguns dos sintomas habituais, que podem incluir dor e inflamação das articulações, rigidez articular (normalmente a sensação de "prisão" de movimentos é mais aguda de manhã e vai suavizando ao longo do dia), deve consultar o seu médico assistente. A partir daí, será feito um exame físico, uma observação das articulações em busca de sinais de inchaço e a verificação do seu historial clínico. Além disso, podem ser ainda pedidas análises ao sangue, raios-X e outros testes que possam despistar algum outro problema que cause os sintomas de dor nas articulações.

Como posso aliviar os sintomas?

  1. O exercício físico é muito importante para todos os doentes reumáticos e também o é para os que têm artrite reumatoide. Se o músculo for trabalhado de forma equilibrada e correta, reduz o cansaço e melhora a capacidade física, aliviando a dor. O exercício deve ser adaptado às condições específicas de cada caso.
  2. Siga uma dieta equilibrada: o excesso de peso sobrecarrega as articulações, agravando o inchaço e as dores consequentes da artrite reumatoide. Deve ter uma dieta equilibrada, com refeições pequenas e que incluam vegetais e frutas. O objetivo é manter o peso acordado para a altura específica.
  3. Evitar mudanças bruscas de temperatura e climas húmidos: embora não haja estudos que comprovem que determinado tipo de clima agrava, mais ou menos, situações de artrite reumatoide, é preferível evitar a exposição a temperaturas extremas e utilizar roupas apropriadas para evitar o excesso de calor ou frio. Deslocar-se de um local muito frio para outro muito quente também não favorece a doença.
  4. O que deve evitar: gorduras, açúcar em excesso e farináceos. Opte por alimentos ricos em cálcio, vitaminas e com algum conteúdo de proteínas. Não deve consumir álcool, uma vez que, dada a quantidade de medicamentos que pode ser necessário tomar, o fígado deve ser protegido.

Sabia que...

A artrite reumatoide é uma doença autoimune. Apesar de afetar principalmente as articulações, porque é uma doença sistémica, pode também afetar outros órgãos (ex.: coração, pulmões, olhos, pele, entre outros). Em caso de dúvida, consulte um médico reumatologista.

 

Partilhar esta notícia
Referência

Notícias Relacionadas

Info-Saúde Relacionados