Aprovado primeiro injetável para ajudar crianças em quimioterapiaNotícias de Saúde

Quarta, 03 de Junho de 2015 | 17 Visualizações

O injetável Aloxi (palonossetrom HCl) da Helsinn Group recebeu luz verde da Comissão Europeia (CE) para ser usado na prevenção de náuseas e vómitos provocados pela quimioterapia em crianças com mais de um mês de idade.

O fármaco marca assim a primeira aprovação europeia de um produto para a prevenção das náuseas e vómitos agudos induzidos pelos tratamentos de quimioterapia em crianças com idades compreendidas entre 1 e 6 meses.

A incidência de cancro na infância tende a ser superior nos primeiros 3 anos de vida, por isso esta aprovação do Aloxi abre caminho a uma importante opção terapêutica para crianças e bebés submetidos a quimioterapia, como noticia o Portal de Informação Português de Oncologia Pediátrica (PIPOP).

Este fármaco segue as diretrizes do regulamento europeu pediátrico que, desde a sua implementação, tem aumentado substancialmente a disponibilidade de medicamentos de alta qualidade na Europa, para uso em crianças.

Riccardo Braglia, CEO da Helsinn Group, sublinha que esta aprovação possibilita "uma nova opção de tratamento para os médicos no tratamento de casos de cancro infantil".

O fármaco tinha sido já aprovado pelo regulador de saúde norte-americano (FDA) em maio de 2014.

Partilhar esta notícia
Referência

Notícias Relacionadas