Aprovado estudo com ecstasy para tratar stress pós-traumáticoNotícias de Saúde

Domingo, 04 de Dezembro de 2016 | 17 Visualizações

Fonte de imagem: BBC

Investigadores acreditam que esta droga pode ajudar as pessoas que sofrem deste distúrbio.

A FDA - Food and Drug Administration –, agência americana que regula medicamentos e alimentos, aprovou a realização de um estudo sofre a eficácia do ecstasy para tratar pessoas com stress pós traumático.

Esta droga psicótica dá a quem a usa uma sensação de felicidade. A aprovação deste estudo de grande escala pode resultar no uso da droga como medicamento e, se o estudo for bem sucedido, o ecstasy poderá ser disponibilizado publicamente para uso médico em 2021, como reporta o New York Times.

O estudo de fase três é financiado pela Associação Multidisciplinar de Estudos Psicadélicos (Maps, na sigla em inglês), ONG criada em 1985 que luta pelo uso médico de drogas consideradas ilícitas como MDMA, LSD e canábis, e envolverá cerca de 230 pacientes.

A Maps já subsidiou seis estudos fase II sobre este assunto, com um total de 130 pacientes. E num deles 66% dos participantes ficaram livres da doença. Outro estudo mostrou a redução dos sintomas de stress pós-traumático em 56% dos pacientes.

Michael C. Mithoefer, psiquiatra responsável pelos estudos, disse ao New York Times que acrditam que o ecstasy “funciona como um catalisador que acelera o processo natural de cura”, algo que também se pode fazer com a psicoterapia tradicional mas que pode demorar anos.

Partilhar esta notícia
Referência
Vânia Marinho