Aprender com os próprios erros é... um grande erroNotícias de Saúde

Quarta, 30 de Setembro de 2015 | 43 Visualizações

Fonte de imagem: yaplaka

A velha máxima de ‘aprender a levantar depois de cair’ pode não ser tão verídica quanto pensado   

Uma investigação levada a cabo pela Universidade de Vanderbilt revela que tentar aprender com os erros pode não ser de todo uma boa opção.

Em causa, explica a FOX News, está o facto de as pessoas que o fazem se focarem no passado e, com isso, tenderem a ter piores estados de espírito e dificuldades em tomar decisões, uma vez que recordar o passado por incapacitar negativamente o autocontrolo.

Para o estudo, Kelly Haws dividiu um conjunto de participantes em quatro grupos: o primeiro teve que lembrar duas situações em que praticaram o autocontrolo e foram bem-sucedidos; o segundo, fizeram o mesmo exercício mas tiveram que trazer à mente dez situações; o terceiro grupo foi convidado a lembrar duas situações em que tomaram decisões menos felizes e o quarto grupo fez o mesmo mas com dez situações diferentes.

Depois deste exercício mental, foi dado a cada participante um montante para comprarem um objeto que desejassem, fosse roupa, malas, jogos de consola, etc. E foi aqui que Haws e a sua equipa notou que ‘aprender com os erros do passado’ é… um grande erro.

Os participantes que lembraram os dois casos de sucesso foi o único grupo que fez compras dentro do montante dado, já os restantes três grupos tiveram um autocontrolo pior, acabando por escolher itens que não conseguiriam pagar com o dinheiro recebido.

Para Haws, “o resultado mais surpreendente foi que a procura de algo do passado pode afetar negativamente o comportamento, mesmo quando os exemplos do passado são positivos”.

Partilhar esta notícia
Referência