Aprenda a reduzir a dor de pescoçoNotícias de Saúde

Quinta, 26 de Maio de 2016 | 104 Visualizações

Fonte de imagem: posturali

A má postura ao longo dia de trabalho, as viagens de carro ou de transportes (e estas muitas vezes em pé) e a constante tendência de estar sempre a olhar para o telemóvel estão a arruinar o seu pescoço. Saiba o que deve fazer.

A dor de pescoço é uma das mais recorrentes e atuais. Resulta, sobretudo, da má postura ao longo do dia de trabalho, do stress da viagem de carro ou da viagem de transportes feita pé e entre empurrões e ainda do recorrente hábito de estar sempre a olhar para o telemóvel, curvando o pescoço para a frente.

Mas a dor de pescoço pode ainda ser provocada pelo mau uso do telemóvel durante uma chamada. Está a ver aqueles momentos em que precisa das duas mãos livres e segura o equipamento entre o ombro e uma orelha? É mesmo isso que também está a arruinar o bem-estar do seu pescoço.

Embora seja uma das mais frequentes, a dor de pescoço pode ser facilmente evitada. Zacharia Isaac, médico em Harvard, dá a conhecer algumas das dicas mais importantes para evitar este mau-estar constante, que consegue interferir com outras zonas do corpo. Em casos de dor intensa e duradoura, o melhor é mesmo consultar um médico.

Eis o que deve fazer:

1. Não ficar muito tempo na mesma posição. Mesmo que tenha um trabalho bastante sedentário ou que implique estar muitas horas de pé, o indicado e dar pequenos passeios de vez em quando, relaxando os ombros e alongando o pescoço.

2. Adaptar o local de trabalho. Melhorar a posição do computador, ajustar a cadeira (incluindo ou não uma almofada) ou usar sapatos mais confortáveis são algumas das dicas do médico. Se costuma atender muitas chamadas ao longo do dia, opte por usar fones.

3. Ter a graduação dos óculos adequada. As pessoas que usam uma graduação errada tendem a inclinar-se para a frente ou para trás para conseguir ler melhor, acabando por ficar numa postura nada amiga do pescoço.

4. Não usar muitas almofadas. Na hora de dormir, nada como ter a cabeça o mais plana possível, diz o médico.

5. Dormir. O descanso é fundamental para os músculos relaxarem e o pescoço é uma das partes do corpo que mais beneficia de uma boa noite de sono.

6. Conhecer os próprios limites. Estar consciente da capacidade física é meio caminho andado para evitar ‘aventuras’ e arriscar uma dor mais intensa no pescoço.

Partilhar esta notícia
Referência
POR DANIELA COSTA TEIXEIRA

Info-Saúde Relacionados