Apêndice pode estar na origem do desenvolvimento de ParkinsonNotícias de Saúde

Segunda, 05 de Novembro de 2018 | 38 Visualizações

Fonte de imagem: Reader's Digest

Retirar o apêndice reduz em quase 20% o risco de vir a ter Parkinson, apontam especialistas.

 

A  doença de Parkinson, que atinge o cérebro, deve-se à acumulação de proteínas tóxicas que matam variados nervos presentes neste órgão, particularmente aqueles que se associam ao movimentos.

Algumas destas proteínas podem vir do sistema digestivo, nomeadamente do apêndice, aponta um estudo publicado na Science Translational Medicine por um grupo de cientistas norte americano.

Como explicam os especialistas, que reconhecem não ser totalmente entendida a função do apêndice - pequeno órgão que pertence ao sistema digestivo - é a proteína alfa-sinucleína a possível responsável pelo desenvolvimento da doença degenerativa em estudo. Tal proteína passa do nervo que coneta o trato gastrointestinal (onde fica o apêndice) até ao cérebro, onde desenvolve efeitos neurotóxicos.

Tal suposição leva a crer que a origem do Parkinson pode não estar no cérebro, como geralmente se acredita, e prova disto é a presença de proteína alfa-sinucleína no cérebro, bem como os positivos dados apresentados que provam que a ausência do apêndice reduz em 19% o risco de se vir a desenvolver Parkinson, contudo, no caso de indivíduos que já apresentavam sintomas desta doença, o retirar o apêndice não tem qualquer efeito a nível de melhorias de saúde.

Partilhar esta notícia
Referência

Notícias Relacionadas