Angola: Pacientes com tuberculose aconselhados a evitar automedicaçãoNotícias de Saúde

Sexta, 07 de Junho de 2013 | 1155 Visualizações

O supervisor do programa de combate à tuberculose e à lepra, Isaías Lemos, apelou a necessidade dos pacientes infectados com a patologia evitarem a prática da automedicação, sublinhando que esta acção causa resistência do vírus da doença durante o tratamento com os anti-tuberculoses.

O responsável sublinhou que muitas pessoas infectadas com o vírus da doença, sobretudo de famílias mais vulneráveis, associado à ignorância, recorrem à auto-medicação, alegando ser mais fácil/barato, e não permanecem internados numa unidade sanitária.

Por exemplo, a província do Bié, este ano, diagnosticou 455 casos de tuberculose, sendo 37 são pessoas que já foram assistidas (retratamento),  acrescentando que o facto deve-se muitas vezes ao hábito da auto-medicação por parte dos pacientes.

Dos pacientes diagnosticados com enfermidade 186 tiveram análises laboratoriais positivas (BK +), 107 negativas (BK -), enquanto 106 outros com tuberculose extra-pulmonar.

Frisou ainda que, no mesmo período, 57 pacientes receberam alta por melhoria, 36 abandonos, assim como 13 óbitos.

Confirmou ainda que o programa de combate à enfermidade distribuiu medicamentos suficientes nos hospitais e centros de saúde para atender os doentes, salientando a necessidade destes se dirigirem às instituições sanitárias para beneficiarem de tratamento condigno e gratuito.

A tuberculose é uma doença infecciosa causada pelo Bacilo de Koch, cientificamente denominado Mycobacterium Tuberculosis, transmitida através do ar. Geralmente afecta os pulmões mas pode afectar outros órgãos e tecidos do corpo, sendo neste caso chamada de tuberculose extra-pulmonar  transmissão da tuberculose dá-se pelo ar, de pessoa para pessoa através da inspiração de gotículas infectadas liberadas através da tosse, espirro ou fala.

O indivíduo só pode transmitir a tuberculose se ele desenvolver uma tuberculose pulmonar.

A prevenção das formas mais graves da tuberculose pode ser feita com a tomada da vacina BCG ainda na infância. Recomenda-se ainda evitar locais fechados, mal ventilados e com pouca ou nenhuma exposição solar, mas é essencial manter-se afastado dos indivíduos diagnosticados com tuberculose.

INFO TUBERCULOSE

 

Partilhar esta notícia
Autor
Jornal de Angola
Referência
Isaías Lemos - Supervisor do programa de combate à tuberculose e à lepra

Notícias Relacionadas

Info-Saúde Relacionados