Análise ao sangue pode detetar rapidamente a bipolaridade em criançasNotícias de Saúde

Terça, 10 de Abril de 2018 | 81 Visualizações

Fonte de imagem: Healthline

Uma análise ao sangue poderá ter o potencial de acelerar o diagnóstico fidedigno e tratamento mais atempado da doença bipolar em crianças, atestou um novo estudo.
 
Uma equipa de investigadores da Universidade do Estado de Ohio, EUA, descobriu que as crianças com doença bipolar possuíam níveis mais elevados no sangue de uma proteína associada à vitamina D, em comparação com crianças sem transtornos de humor.
 
Para o estudo, a equipa recrutou 36 crianças, 13 das quais não possuíam distúrbios de humor, 12 apresentavam distúrbio bipolar e 11 distúrbio depressivo maior. 
 
Foi descoberto que os níveis da proteína transportadora da vitamina D eram 36% mais elevados nas crianças que tinham doença bipolar do que nas que não apresentavam distúrbios de humor. 
 
A equipa analisou marcadores inflamatórios no sangue, mas não encontrou correlações significativas. A análise da vitamina D em si, em vez da proteína transportadora da vitamina, não revelou um efeito significativo em termos de diagnóstico.
 
Ouliana Ziouzenkova, autora que liderou o estudo, afirmou que fazia sentido investigar a proteína transportadora da vitamina D porque esta desempenha uma potencial função na inflamação do cérebro. 
 
“Queríamos investigar fatores que pudessem estar envolvidos em distúrbios de humor a um nível celular e que pudessem ser facilmente detetados no sangue”, explicou. A especialista disse ainda que o desenvolvimento de uma análise ao sangue para confirmar a doença bipolar poderá melhorar os cuidados e reduzir o período médio atual de 10 anos entre o início da doença e o diagnóstico da mesma.

Partilhar esta notícia
Referência
Estudo publicado na “Translational Psychiatry”

Notícias Relacionadas