Análise ao sangue determina resistência do cancro à terapia hormonalNotícias de Saúde

Segunda, 16 de Novembro de 2015 | 17 Visualizações

Fonte de imagem: doutissima

Mais um passo na medicina personalizada. Há uma complexa análise ao sangue que pode ajudar a determinar quando um cancro da mama se torna resistente ao tratamento hormonal.

Trata-se de uma análise ao sangue altamente sensível e pode ser extremamente útil para determinar mais adequado para cada paciente.

Esta biópsia líquida consegue obter informação detalhada que consegue alertar antecipadamente para a resistência aos inibidores da aromatase, que são utilizados para o tratamento de mulheres com cancro da mama com recetores de estrogénio (ER) positivos, o tipo mais comum.

Como reporta o ABC, o teste já existia mas foi uma equipa do Instituto de Investigação do Cancro e a Royal Marsden NHS Foundation Trust, ambos de Londres, que descobriu que poderia detetar mutações no gene recetor de estrogénios ESR1 – que expressa resistência ao tratamento hormonal – especificamente em mulheres tratadas com inibidores da aromatase.

O estudo que fez esta descoberta foi publicado na revista cientifica Science Translational Medicine.

Partilhar esta notícia
Referência

Notícias Relacionadas

Info-Saúde Relacionados