Amamentar pode reduzir substancialmente o risco de diabetes tipo 2Notícias de Saúde

Quarta, 24 de Janeiro de 2018 | 8 Visualizações

Fonte de imagem: Pregnancy & Baby

Existem muitas razões para amamentar os bebés durante os primeiros anos de vida, que se vão gradualmente acumulando. Um estudo de longa duração apontou que a amamentação pode reduzir o risco materno de desenvolver diabetes de tipo 2.
 
O estudo que teve a duração de 30 anos, foi conduzido por uma equipa de investigadores do consórcio de saúde Kaiser Permanente, EUA, e encontrou uma associação entre a amamentação, durante seis meses ou mais, e uma redução no risco de diabetes de tipo 2 até 47%.
 
Foi também apurado que as mulheres que tinham amamentado durante seis meses ou menos apresentavam uma redução no risco daquela doença, mas apenas de 25%.
 
Para o estudo, Erica Gunderson e equipa, analisaram dados de outro estudo norte-americano que tinha seguido os participantes durante 30 anos, desde 1985.
 
O estudo incluía 1.238 mulheres negras e brancas norte-americanas, que não apresentavam diabetes no início do estudo. No decorrer dos 30 anos seguintes, as mulheres deram à luz pelo menos um nado-vivo e foram submetidas a rastreios de rotina para a diabetes. As participantes forneceram ainda dados sobre o seu estilo de vida e tempo de amamentação total. 
 
“Ao contrário de estudos anteriores que dependiam dos próprios relatos sobre o desencadeamento da diabetes e que começaram a seguir mulheres mais velhas numa altura posterior da vida, conseguimos seguir mulheres especificamente durante os seus anos férteis e fazer-lhe rastreios regulares para a diabetes, antes e depois das gravidezes”, explicou Erica Gunderson. 
 
“A incidência da diabetes diminuiu de forma gradativa à medida que aumentou a duração da amamentação, independentemente da raça, diabetes gestacional, comportamentos relativos ao estilo de vida, tamanho corporal e outros fatores de risco metabólico medidos antes da gravidez, o que insinua a possibilidade de os mecanismos subjacentes serem biológicos”, especulou a investigadora.
 
Neste contexto, foi mencionada a influência das hormonas associadas à lactação sobre as células do pâncreas que controlam os níveis de insulina, influenciando por sua vez a glicose no sangue.
 
Com base nos resultados apresentados, e nos inúmeros benefícios já conhecidos, os investigadores recomendam que todas as mães amamentem os filhos.

Partilhar esta notícia
Referência
Estudo publicado na revista “JAMA Internal Medicine”

Notícias Relacionadas

Info-Saúde Relacionados