Alimentação baseada em plantas beneficia os atletasNotícias de Saúde

Quarta, 16 de Janeiro de 2019 | 8 Visualizações

Fonte de imagem: HowUdish

Um novo estudo demonstrou que a adoção de uma dieta baseada em plantas beneficia a saúde cardíaca e o desempenho e recuperação dos atletas.
 
“Não admira que mais e mais atletas estejam a aderir a uma dieta vegan”, disse o coautor do estudo James Loomis, do Complexo Médico Barnard, em Washington, EUA. “Quer se esteja a treinar para passar do sofá para 5K ou para um triatlo Ironman, uma dieta baseada em plantas constitui uma ferramenta poderosa para melhorar o desempenho atlético e recuperação”, adiantou.
 
Para verificarem o efeito daquele tipo de alimentação sobre a saúde cardíaca e desempenho dos atletas, a equipa analisou vários estudos sobre o tema.
 
A equipa relatou que a alimentação baseada em plantas desempenha um papel fundamental sobre a saúde cardiovascular, que é essencial para os atletas. Contudo, o estudo apurou que mesmo os atletas bem treinados correm risco de desenvolverem doenças cardíacas.
 
Foi citado um estudo de 2017 que indicava que 44% dos ciclistas e atletas de corrida de meia-idade e mais velhos apresentavam placa coronária. Uma dieta vegetariana e de baixa gordura demonstrou ser, clinicamente, a forma mais eficaz de reverter a acumulação daquela placa, explicaram os investigadores.
 
Os investigadores relataram ainda que aquele tipo de dieta ajuda a atuar contra a aterosclerose, incluindo a dislipidemia, hipertensão, excesso de peso e diabetes. 
 
Os hidratos de carbono, que são tipicamente abundantes nas alimentações ricas em plantas, podem também ajudar no desempenho dos atletas pois são uma fonte energia primária durante a prática de exercício de resistência e aeróbico, acrescentaram.
 
Um estudo de 2016 apurou que, contudo, menos de metade dos triatletas de Ironman diziam consumir os hidratos de carbono necessários para uma a três horas de treino diários. 
 
Finalmente, descobriu a equipa, uma dieta baseada em plantas faz melhorar o desempenho e recuperação nos atletas pois aumenta o fluxo sanguíneo, a oxigenação dos tecidos e reduz o stress oxidativo e a inflamação.
 
A equipa concluiu que uma dieta variada que inclua fruta, vegetais, grãos, leguminosas e um suplemento de vitamina B12 fornecem os nutrientes necessários, incluindo proteínas, cálcio e ferro, aos atletas de resistência.

Partilhar esta notícia
Referência
Estudo publicado na revista “Nutrients”

Notícias Relacionadas

Info-Saúde Relacionados