Afinal a "Barriga de cerveja" é um mito. Havendo moderação, claroNotícias de Saúde

Quinta, 16 de Outubro de 2014 | 14 Visualizações

Segundo a nutricionista britânica Kathryn O'Sullivan, estudos científicos deitaram por terra "o mito da barriga de cerveja", desde que esta seja consumida com moderação. 

Composta por água, malte de cevada ou outros cereais, lúpulo e levedura de cerveja, a bebida tão apreciada contém várias vitaminas e fibras. A investigadora espanhola Rosa Lamuela afirma que a cerveja contém mais de 70 tipos de compostos polifenóicos, que possuem ação antioxidante e anti-inflamatória, oferecendo efeitos benéficos para a saúde, como a redução do risco de doenças cardiovasculares.

Vários estudos concluiram que a ingestão moderada de até 30 gramas de álcool por dia não tem correlação com o aumento da gordura abdominal. Apenas o consumo maior do que 48 gramas de álcool por dia de qualquer bebida alcóolica está ligado a um aumento do perímetro abdominal.

Em mililitros, o consumo moderado de cerveja é considerado de 330ml para mulheres e 660ml para homens.

Calorias por ml:

- 330 ml cerveja (4% teor alcóolico) = 112 calorias
- 175 ml de vinho tinto (13% teor alcóolico) = 139 calorias
- 175 ml de vinho branco (11,8% teor alcóolico) = 130 calorias

Partilhar esta notícia
Autor
Visão
Referência