Açúcares do leite materno podem prevenir alergias no bebéNotícias de Saúde

Sexta, 15 de Junho de 2018 | 30 Visualizações

Fonte de imagem: The Times of Israel

Os açúcares complexos pressentes no leite materno poderão ajudar a evitar futuras alergias alimentares no bebé, indicou um estudo.
 
O estudo que foi conduzido por uma equipa de investigadores da Universidade da Califórnia em San Diego, EUA, e da Universidade de Manitoba, Canadá, veio mais uma vez realçar o importante papel dos oligossacarídeos do leite humano para a saúde e intervenções terapêuticas, e que não podem ser encontrados no leite de fórmula.
 
Os oligossacarídeos do leite humano são moléculas de açúcar estruturalmente complicadas e únicas no leite materno humano. São o terceiro componente sólido mais abundante do leite humano a seguir à lactose, que é outro tipo de açúcar, e à gordura. 
 
Este tipo de açúcar não é digerível pelos bebés, mas atua como um prebiótico, ajudando no desenvolvimento do seu microbioma intestinal, que se considera ser relevante nas doenças alérgicas. O leite materno tem demonstrado em estudos diminuir o risco de várias doenças como a asma, obesidade e infeções. 
 
Para este estudo, os investigadores analisaram amostras de leite materno e dados de 421 bebés e mães canadianos, participantes noutro estudo longitudinal, também canadiano, conhecido como “CHILD”.
 
As amostras de leite materno foram recolhidas três a quatro meses após o nascimento dos bebés. Com um ano de idade, os bebés foram submetidos a testes para verificar a sua sensibilidade a vários alérgenos, incluindo certos alimentos, que não indicará forçosamente uma alergia, mas pelo penos uma maior sensibilidade, podendo ainda prognosticar futuras doenças alérgicas.
 
Foi descoberto que 14% (59) dos 421 bebés apresentavam sensibilidade a um ou mais alérgenos. Não se associou nenhum oligossacarídeo de leite humano a sensibilidade alimentar, mas a composição de todos os oligossacarídeos demonstrou exercer uma influência benéfica. 
 
Os investigadores concluíram que se confirma uma ligação entre os oligossacarídeos do leite humano e a prevenção da sensibilidade alimentar.

Partilhar esta notícia
Referência
Estudo publicado na revista “Allergy”

Notícias Relacionadas

Info-Saúde Relacionados