A dieta ocidental e a acneNotícias de Saúde

Domingo, 11 de Outubro de 2015 | 85 Visualizações

Fonte de imagem: daddys

“Mais de 80% dos adolescentes que seguem uma dieta ocidental sofrem de acne”, destaca dermatologista Bodo Melnik.

Apesar do fator genetico primário subjacente ao aparecimento da acne, vários estudos clínicos e epidemológicos apontam que a dieta ocidental tem grande influência na acne.

Na sequência da sua presença no 2º Congresso Europeu de Nutrição Funcional, o Lifestyle ao Minuto falou com o dermatologista alemão Bodo Melnik sobre a sua especialidade: a acne.

No que toca às principais escolhas alimentares responsáveis por despoletar a acne, Bodo Melnik cita a cientista nutricional nova-iorquina Jennifer Burris, sublinhando que, segundo ela, há três grandes fatores que induzem a acne: hidratos de carbono hiperglicémicos, leite e gorduras saturadas, incluindo as gorduras trans.

Isto porque a composição destes alimentos provoca a ativação da insulina IGF-1 sensibilizando a enzima kinase mTORC1.   

Já em 2013 se comprovou que a acne – tal como outras doenças da civilização – é uma doença motivada pele kinase mTORC1, sendo que esta enzima é significativamente desregulada na pele das pessoas que sofrem de acne.

Quanto às recomendações que este especialista dá aos seus pacientes, Bodo sugere aabstenção do leite, dos hidratos de carbono hiperglicémicos e gorduras saturadas, bem como os alimentos que aumentam a mTORC1.

No que toca aos tratamentos, a intervenção dietética deve ser o primeiro passo a tomar. Antibióticos locais, bem como retinóides tópicos também são úteis para tratar acne moderada. 

Partilhar esta notícia
Referência

Info-Saúde Relacionados