A consciência tem menos controlo do que se acreditavaNotícias de Saúde

Quinta, 16 de Julho de 2015 | 12 Visualizações

Fonte de imagem: Esicm

A consciência - o diálogo interno que desde sempre acreditámos governar nossos pensamentos e ações - é muito menos poderosa do que se acredita, de acordo com uma nova teoria proposta por Ezequiel Morsella, investigador da San Francisco State University.

A teoria, na qual trabalha há mais de 10 anos e, admite, vai contra a nossa atual forma de pensar, afirma que o livre arbítrio que as pessoas geralmente atribuem à sua mente consciente pura e simplesmente não existe. Em vez disso, consciência só transmite informações para controlar a ação "voluntária" orientado para metas que envolvem o sistema músculo-esquelético.

A mente consciente, defende Ezequiel Morsella age como um intérprete que ajuda falantes de línguas diferentes a comunicarem entre si: apresenta a informação mas não elabora quaisquer argumentos nem age sobre o conhecimento que partilha. É uma mera intermediária.

Partilhar esta notícia
Referência