A adolescência chegou!Notícias de Saúde

Quarta, 12 de Agosto de 2015 | 87 Visualizações

Fonte de imagem: abccriancas

Fase em que ocorrem inúmeras alterações físicas e psicológicas, entre outras, merece especial atenção dos pais

A adolescência é um período muito particular do desenvolvimento das crianças, na qual ocorre um largo leque de aquisições e modificações. Por vezes encarada como uma simples fase de transição entre a infância e a idade adulta é, na realidade, uma fase de extrema importância no desenvolvimento e deve merecer uma atenção e foco especiais. Neste período ocorrem múltiplas alterações físicas, psicológicas, cognitivas e sociais. Conheça-as.

Alterações físicas

Do ponto de vista físico ocorrem modificações facilmente visíveis para todos nós. A puberdade acarreta uma aceleração da velocidade de crescimento, desenvolvimento dos caracteres sexuais e alteração da morfologia corporal para a morfologia correspondente ao adulto.

Construção da identidade e autonomia

Do ponto de vista psicossocial e cognitivo ocorrem passos fundamentais do desenvolvimento. A construção da identidade é uma tarefa de extrema importância ao longo de toda a adolescência, definindo-se a personalidade, valores, identidade sexual e vocacional/profissional. Neste processo têm grande importância o grupo de pares, ícones culturais, imagem corporal, ... Leva muitas vezes a comportamentos exploratórios e de experimentação.

Simultaneamente, o adolescente vai adquirindo autonomia, com um assumir progressivo de responsabilidades, decisões e tarefas anteriormente desempenhadas pelos pais. É um processo por vezes conturbado que leva a alguns conflitos com os pais e gerações mais velhas. Do ponto de vista cognitivo ocorre também um processo fundamental, com o desenvolvimento do pensamento abstrato e a capacidade de desempenhar processos de raciocínio complexos.

A adolescência é habitualmente dividida em três fases:

  1. Adolescência precoce (10 aos 12 anos)
  2. Adolescência média (13 aos 16 anos)
  3. Adolescência tardia (acima dos 17)

Saúde do adolescente

A saúde do adolescente não deve ser esquecida. Em primeiro lugar porque se estabelecem, nesta altura, padrões de comportamento e estilos de vida que vão prevalecer pela vida adulta e influenciar a saúde futura. É, por vezes, um período de crise, vulnerabilidade e experimentação que pode levar a riscos para a saúde. Ao longo destes anos cruciais, importa maximizar o potencial de desenvolvimento, educação e formação dos jovens.

Medicina do Adolescente

A Medicina do Adolescente deve ser capaz de avaliar todos estes passos do desenvolvimento bio-psico-social, detetando desvios e dificuldades, facilitando o normal decorrer destes processos e intervindo quando necessário. É ainda importante dar resposta a múltiplas patologias e problemáticas específicas e próprias desta faixa etária que merecem atenção especial: acne, atrasos pubertários, alterações do ciclo menstrual, perturbações do comportamento alimentar, dificuldades escolares, perturbações do comportamento, distúrbios de ansiedade, depressão, entre outros.

Interessa-lhe saber

A consulta de Medicina do Adolescente, dirigida a crianças/jovens entre os 10 e os 18 anos, é uma consulta diferenciada que procura dar resposta a temas e problemas que preocupam a criança/jovem, respeitando a sua individualidade e privacidade.

 

Partilhar esta notícia
Referência
Dr. Hugo de Castro Faria