11 dicas para comer melhor e fazer uma boa digestãoNotícias de Saúde

Sexta, 17 de Julho de 2015 | 3198 Visualizações

Fonte de imagem: webamilanesa

Se nota a sua digestão leva muito tempo a fazer e lhe custa, saiba que tudo começa pelo que tem à disposição em casa, mais concretamente, no frigorífico. É aqui que se fazem aquelas escolhas que podem desafiar a saúde digestiva.

Com a ajuda da especialista Ana Bravo, a Activia e o TRENDY dão 11 dicas «para um frigorífico feliz» onde se mostra que uma boa digestão começa bem antes do processo de ingestão de determinado alimento.

Além de truques para uma alimentação saudável, também lhe dizemos quais os alimentos que devem estar sempre presente no seu frigorífico.

1. A água é um bem essencial e ajuda a emagrecer

Todos os dias, beba cerca de dois litros de água. Isto é essencial para o bem-estar do organismo. Mas também é verdade que a escolha do momento adequado para beber água é muito importante para potenciar as suas vantagens. Assim, evite beber grandes quantidades durante as refeições, procurando fazê-lo antes ou após as mesmas.

2. Beber infusões em vez de água simples

Se tem dificuldade em beber água simples, o seu frigorífico pode ser um aliado na criação de infusões e chás frios. Experimente, por exemplo uma de frutos vermelhos com limão, hortelã e pimenta-de-caiena.

A alternativa pode ser um chá verde com limão, folhas de hortelã, gengibre (raspas ou uma rodela fina) e uma colher de chá de sementes de chia. Neste caso pode usar um liquidificador ou bater com a varinha mágica.

3. Os iogurtes são um snack saudável

Não passe mais de três horas sem comer. Fraccionar as refeições também ajuda a fazer boas escolhas e a comer somente o necessário. Para os momentos entre refeições, tenha sempre iogurtes no frigorífico.

Siga esta sugestão: junte 2 colheres de sopa de aveia, 1 colher de sobremesa de sementes de chia e linhaça triturada, 1 iogurte sólido e 1 peça de fruta. Misture tudo e deixe no frigorífico pelo menos duas horas. Depois, junte a fruta inteira, em pedaços ou esmagada.

4. Tenha Fruta de todas as cores no frigorífico

Não deixe de ter vários tipos de fruta no seu frigorífico. Por exemplo, agora no Verão, o ananás e a papaia, além do seu perfil nutricional, são frescos, e por isso ideais para as refeições dos dias mais quentes.

Se optar por frutas como maçã ou pêra, tenha atenção à casca das mesmas, porque devido à fibra que contém, podem fazer com que note a digestão. Por isso, sempre que possível, tente consumir estes alimentos retirando a casca.

5. Coma muitos legumes

Devemos ter sempre no nosso frigorífico uma grande diversidade de legumes, alimento que garante a ingestão ideal de todas as vitaminas e minerais. Numa taça alta, coloque palitos de vários legumes (cenoura, nabo ou beterraba) prontos a mergulhar em molho de iogurte.

Prepare o molho em casa, com um iogurte temperado a gosto (1 colher de sopa de hortelã, 1 colher de sopa com sumo de limão e 1 colher de chá de azeite).

6. Sementes sempre à mão

Experimente incluir sementes nas refeições, pois são uma óptima fonte de sabor e teor de fibra. Há várias opções: linhaça, chia, quinoa e amaranto. Contudo, tenha cuidado: deve comer pequenas doses: uma ou duas colheres de sobremesa por dia.

As sementes podem ser incluídas no pequeno-almoço ou merendas, juntamente com iogurtes e fruta, mas também em refeições principais, adicionadas a saladas, cozinhados no wok ou em sopa.

7. Faça refeições com ovos

Os ovos, nomeadamente a clara, têm um interesse nutricional de relevo por conterem essencialmente proteína de elevado valor biológico.

As claras podem ser usadas em vários tipos de receitas, devido ao seu sabor neutro, e porque conferem uma consistência mais cremosa, dando “corpo” ao resultado.

8. Tempere os pratos com ervas aromáticas

As ervas aromáticas, muito usadas nas receitas da nossa Dieta Mediterrânica, têm a grande vantagem de enriquecerem o sabor dos pratos e evitarem o uso excessivo de sal.

Além disso, se as usarmos podemos também conseguir reduzir o teor de gordura que é tantas vezes adicionada para conferir mais sabor, mas que em excesso pode fazer com que sinta a digestão. Basicamente a regra é: use e abuse.

9. A sopa é a aliada para todas as refeições principais

Faça sopa e guarde-a no frigorífico para todas as ocasiões. Em qualquer refeição principal, coma sempre uma sopa como primeiro prato.

Tente um preparado consistente, optando por adicionar pouca água, e tenha o cuidado de não juntar mais de quatro ou cinco variedades de legumes.

10. Gosta de carne? Prefira a de aves à de bovino

Deve-se dar preferência à carne de aves, em relação a carnes vermelhas, mas pode esporadicamente optar por carne de vitela, desde que escolha sempre as zonas com menos gordura. Para os lanches, o fiambre deverá ser de frango ou de peru, idealmente com baixo teor de sal e gordura.

11. O peixe é obrigatório!

Quanto ao peixe, tanto pode incluir os gordos como os magros no seu plano alimentar. Tenha apenas o cuidado de retirar todas as peles e gorduras visíveis e, sobretudo, esteja atento à sua confecção.

Mas atenção: não adianta comer apenas peixes magros se, ao confeccioná-los, adicionar mais gordura.

Partilhar esta notícia

Notícias Relacionadas