Picada: Como reduzir os riscosInfecções

Atualizado em: Segunda, 18 de Maio de 2015 | 68 Visualizações

O risco de lesõs pode ser substancialmente reduzido, substituindo os instrumentos actuais por outros com sistemas de segurança. Os programas de formação no âmbito das precauções universais e a utilização de contentores de objectos cortantes, só por si, não resolvem o problema das picadas com agulhas.  

Este cenário só se modificará no dia em que os profissionais de saúde tiverem à mão dispositivos com sistemas de protecção; 85% das picadas com agulhas podem ser evitadas atravês da utilização de dispositivos com sistema de protecção;  

A utilização de cateteres I.V. com sistema de protecção reduz a ocorrência de picadas com agulhas em 84%;

A redução de custos associados às picadas justifica o investimento em material de protecção;

Num estudo publicado em 1998, a utilização de cateteres I.V. com sistema de protecção reduziu a ocorrência de picadas com agulhas em 84%, em comparação com os cateteres I.V. convencionais; A utilização de dispositivos seguros representa a forma mais eficaz de reduzir significativamente as lesões percutâneas;  

As agulhas nunca devem ser reencapsuladas; Paralelamente à adopção de práticas de uso seguras, devem ser utilizados recipientes para objectos cortantes e meios seguros para o seu transporte após a utilização.  

Apesar das devidas acções educativas e formativas como parte integrante do programa de precauções universais, do fornecimento de equipamento de protecção pessoal e da implementação de sistemas seguros para descartar objectos cortantes, as lesões por picadas com agulhas continuam a ocorrer.

A investigação desmonstrou, no entanto, que o risco das picadas com agulhas pode ser significativamente reduzido mediante a substituição dos objectos cortantes convencionais pos dispositivos mais seguros, especialmente concebidos para reduzir o risco de lesões.

Estima-se que a utilização dos dispositivos com sistemas de protecção da agulha actualmente disponíveis no mercado, poderiam reduzir em 85% a ocorrência de picadas.   Um estudo efectuado em 3 hospitais revelou uma redução de 84% na ocorrência de picadas com agulhas, aquando da comparação de um cateter com sistema de protecção com um cateter convencional. O investimento associado à utilização de material com sistema de protecção pode ser compensado pela redução dos custos suportados pelo profissional, instituição e comunidade, em resultado dos acidentes de exposição ao sangue, especialmente no caso do HIV.

Em resumo, para reduzir o risco das lesões por picada deverão ser implementados programas de prevenção que contemplem aspectos como:  

  • A implementação das precauções universais
  • Acções educativas e formativas quanto aos riscos e à forma de os evitar
  • Fornecimento de mecanismos para descartar objectos cortantes de modo seguro   
  • A substituição dos objectos cortantes convencionais por dispositivos mais seguros
Partilhar este artigo
Referência

Notícias Relacionadas