Mitos alimentares e a diabetesDiabetes

Atualizado em: Segunda, 18 de Maio de 2015 | 915 Visualizações

Açúcar a mais é um problema FALSO. Ingerir muita comida – todo o tipo de alimentos – especialmente alimentos ricos em gordura e calorias é que é um problema. Grande parte das sobremesas e doces são ricos em gordura e calorias.

FALSO. O crescimento de músculo surge com a formação de massa muscular, através da prática de exercício. Segundo a Associação Americana de Diabetes (American Diabetes Association), o valor médio da dieta americana bem como o valor médio de uma dieta saudável contém mais do que proteínas suficientes para formar e manter o músculo.

FALSO. Grande parte das pessoas que perdem peso volta a ganhá-lo. Mas existem muitos casos em que a alteração dos hábitos alimentares e de exercício consegue-se manter o peso ideal a longo prazo. É sempre aconselhável falar com o médico, sobre o que deve fazer para iniciar um tratamento completo em duas vertentes: novos hábitos alimentares, incorporação de novos alimentos na dieta diária e exercício físico.

FALSO. Os alimentos sem gorduras também têm calorias, em muitos casos o equivalente aos que têm gorduras, e estas calorias contam muito. O mesmo se aplica aos alimentos sem açúcar. As tabelas alimentares mostram-nos quantas calorias um produto sem açúcar ou sem gordura tem, quando comparado com a sua contrapartida.

FALSO. O consumo de muitas calorias pode levar à Obesidade, e ser-se obeso é o principal fator de risco para a Diabetes Tipo 2. O consumo de açúcar não provoca nem Diabetes Tipo 1 nem Tipo 2.

FALSO. Isto significa que não foi adicionado açúcar. Os alimentos “sem adição de açúcar” podem conter naturalmente outro tipo de açúcares que o organismo reconhece assim como o açúcar que é adicionado, com as mesmas calorias.

FALSO. Uma dieta saudável não requer que se coma um conjunto específico de alimentos a cada refeição. É o total do que se deve comer todos os dias que é importante; pode-se adaptar um plano de alimentação saudável para ir ao encontro dos parâmetros de cada pessoa, sem ser necessário preocupar-se com o balanço de cada refeição.

O Pão São Diabetes foi elaborado a pensar nas necessidades dos diabéticos mas não só, uma vez que as suas características nutricionais o tornam adequado para crianças, adultos e idosos, contribuindo para melhorar a qualidade da alimentação de qualquer pessoa. O Pão São Diabetes tem no entanto como propriedade principal o retardar da absorção dos hidratos de carbono e ajudar a manter uma glicemia mais estável.

Obtido a partir de uma mistura de farinhas especiais, é um pão com elevado teor de fibras, com hidratos de carbono de absorção lenta e sem adição de açúcares, que em conjunto aumentam a saciedade e proporcionam melhores níveis glicémicos.

- Ajuda a manter os níveis de Glicemia estáveis
- Combina farinhas selecionadas que proporcionam sensação de saciedade prolongada
- Rico em ácidos gordos como o «ómega 3» ajuda a controlar os triglicéridos e o colesterol
- Possui menos de metade do sal que o pão tradicional ajudando a controlar a tensão arterial
- Certificado pela APDP – Associação Protectora dos Diabéticos de Portugal

- Farinha de Trigo
- Farinha de Centeio
- Farinha de Tremoço
- Flocos de Aveia
- Sementes de Girassol
- Flocos de Linhaça
- Glúten de Trigo
- Soja
- Extratos de Óleo de peixe rico em ómega

Partilhar este artigo

Notícias Relacionadas