Joelho do corredorOssos, Articulações e Músculos

Atualizado em: Segunda, 18 de Maio de 2015 | 101 Visualizações

O joelho do corredor (síndroma de tensão patelo-femoral) é uma perturbação em que a rótula (patela) roça contra a extremidade inferior do osso comprido da coxa (fémur) quando o joelho se move.  

A rótula é um osso plano triangular, que está fixado por ligamentos e tendões à face anterior do joelho. Normalmente tem um ligeiro movimento ascendente ou descendente, sem tocar no fémur durante o seu trajecto.  

O joelho do corredor pode ser resultado da acção de um defeito estrutural, como uma rótula localizada numa posição demasiado alta face à articulação do joelho (patela alta), ou um tendão dos músculos poplíteos demasiado tenso, por tracção do tendão de Aquiles, ou por fraqueza nos músculos da coxa que, habitualmente, contribuem para estabilizar o joelho. A causa tratável mais frequente é a rotação excessiva do pé para dentro (pronação) ao andar ou ao correr, enquanto os músculos anteriores da coxa (quadricípete) puxam a rótula para fora. Actuando juntas, estas forças fazem com que a rótula roce contra a extremidade do osso da coxa.  

Em geral, a dor e o inchaço costumam começar durante a corrida e concentram-se por baixo da superfície da rótula. No princípio, só correr encosta abaixo é doloroso, mas mais tarde qualquer tipo de corrida gera dor e, finalmente, os outros movimentos da perna (sobretudo descer degraus) podem ser dolorosos.  

É importante abster-se de correr até poder fazê-lo sem sentir dor. Pode-se continuar com outros exercícios, como andar de bicicleta (se não for doloroso), remar e nadar, para manter um bom estado físico. São úteis os exercícios de estiramento dos músculos da face posterior (músculos do escavado poplíteo) e frontal (quadricípete) da coxa, e de fortalecimento do vasto interno (um músculo interno da coxa que empurra a rótula para dentro). Existem no comércio apoios em arco que, colocados no calçado utilizado para exercícios ou para andar pela rua, podem ajudar. Por vezes, as palmilhas devem ser feitas à medida.    

Partilhar este artigo
Referência

Notícias Relacionadas