Intolerância ao açúcarSistema Gastrointestinal

Atualizado em: Segunda, 18 de Maio de 2015 | 2972 Visualizações

Os açúcares lactose, sacarose e maltose são fraccionados pelos enzimas lactase, sacarase e maltase, que estão localizados na mucosa do intestino delgado. Normalmente, os enzimas dividem estes açúcares em açúcares simples, como a glicose, que são absorvidos pela corrente sanguínea através da parede intestinal.

Na ausência dum enzima específico, os açúcares não são digeridos e a sua absorção é impedida, mantendo-se no intestino delgado. A elevada concentração de açúcares daí resultante faz com que uma grande quantidade de líquidos entre no intestino delgado, provocando diarreia. Os açúcares por absorver são fermentados pelas bactérias no intestino grosso, o que dá lugar a fezes ácidas e a flatulência. As deficiências enzimáticas surgem na doença celíaca, na diarreia tropical (sprue) e nas infecções intestinais. Também podem ser do tipo congénito ou ser causadas por antibióticos, especialmente a neomicina.

Determinado grau de intolerância à lactose verifica-se em cerca de 75 % dos adultos. Afecta menos de 20 % dos adultos originários do Noroeste da Europa, mas 90 % dos asiáticos. Este problema é frequente entre os habitantes da área mediterrânea e os estudos demonstram que cerca de 75 % da população, de raças diferentes da branca, desenvolvem intolerância à lactose entre os 10 e 20 anos de idade.

A intolerância à lactose pode ser controlada evitando os alimentos que a contenham (sobretudo produtos lácteos). Para prevenir a deficiência de cálcio, as pessoas que devem evitar os produtos lácteos podem tomar suplementos de cálcio. Alternativamente, pode agregar-se lactase ao leite, a qual divide então a lactose no leite antes de este ser ingerido.

Sintomas de deficiência de nutrientes
NutrienteSintomas
FerroAnemia
CálcioAdelgaçamento ósseo
Ácido fólicoAnemia
Vitamina B1Sensação de formigueiro, sobretudo nos pés
Vitamina B2Feridas na língua e gretas nas comissuras dos lábios
Vitamina B12Anemia, sensação de formigueiro
Vitamina CFraqueza, hemorragias das gengivas
Vitamina DAdelgaçamento ósseo
Vitamina KTendência para formar hematomas e hemorragias
ProteínaInchaço dos tecidos (edema), normalmente nas pernas.
 

Suspeita-se duma intolerância à lactose quando uma pessoa tem sintomas depois de consumir produtos lácteos. Se uma pessoa sofrer de intolerância à lactose, a ingestão duma dose de prova provoca diarreia, distensão abdominal e uma sensação de queixas abdominais num prazo de 20 a 30 minutos. Como a dose de prova não é fraccionada em glicose, a glicemia no sangue não aumenta como o faria normalmente.

Pode ser feita uma biopsia do intestino delgado, que é examinada ao microscópio e submetida a uma análise para a lactase ou outra actividade enzimática. Este teste pode descobrir outras possíveis causas de má absorção.

As pessoas com intolerância à lactose normalmente não toleram o leite nem outros produtos lácteos que contenham lactose. Algumas pessoas apercebem-se precocemente desta situação e evitam os produtos lácteos, de forma consciente ou inconsciente.

Uma criança que não tolera a lactose sofre de diarreia e não ganha peso quando o leite faz parte da dieta. Um adulto pode apresentar ruídos intestinais audíveis (borborigmos), distensão abdominal, flatulência, náuseas, urgência de defecar, cólicas e diarreia depois duma refeição que contenha lactose. Uma diarreia intensa pode impedir uma adequada absorção de nutrientes porque estes são eliminados do corpo com demasiada rapidez. Sintomas semelhantes podem ser provocados pela ausência dos enzimas sacarase e maltase

Partilhar este artigo
Referência

Notícias Relacionadas

Info-Saúde Relacionados