CerejasPeso e Nutrição

Atualizado em: Terça, 16 de Setembro de 2014 | 102 Visualizações

Só têm benefícios: para a pele, para o coração, para os intestinos, para os olhos. Mas, por serem tão gostosas, convém refrear o apetite. É que apesar do baixo valor calórico, ele está lá, sob a forma de açúcar. O benefício dos frutos vermelhos pode não ser novidade para ninguém. Em todo o caso, há uns mais poderosos do que outros e as cerejas, que nesta época já começam a tentar-nos, incluem-se nessa lista. A sua cor não engana.

O vermelho, vivo ou escuro, denuncia um dos grandes poderes: o efeito antioxidante, que ajuda a evitar a formação de radicais livres no organismo. A vitamina C e o flavonoide antocianina, muito presentes neste fruto, são os nutrientes que asseguram a ação antioxidante e não só: também fortalecem o sistema imunitário e têm alguma capacidade anti-inflamatória (algumas espécies de cereja têm sido associadas a uma diminuição da dor e da inflamação).

A antocianina possui ainda um efeito neuroprotetor, protegendo assim os nossos neurónios do excesso de stress oxidativo (que está associado à demência e à perda cognitiva). As cerejas são também ricas em luteína, um flavonoide com efeitos preventivos na degenerescência macular relacionada com a idade, e em zeoxantina, com ação benéfica a nível da visão. E como possui betacaroteno, ajuda a proteger a pele dos danos da radiação solar.

Mais: é um dos poucos alimentos que fornecem melatonina, a hormona do sono, pelo que, consumida depois do jantar, pode ajudar a dormir melhor; contém muita fibra, o que auxilia o trânsito intestinal, e muita água, ajudando a hidratar a pele.

Só têm um defeito: são irresistíveis. Não conseguimos comer só algumas e tendemos a exagerar na quantidade. Apesar do baixo valor calórico, ele está lá, sob a forma de açúcar. Por isso, convém não abusar.

É um dos poucos alimentos que fornecem melatonina, a hormona do sono, pelo que, consumida depois do jantar, pode ajudar a dormir melhor; contém muita fibra, o que auxilia o trânsito intestinal, e muita água, ajudando a hidratar a pele. Mas um dos seus maiores poderes é a sua ação antioxidante, importante para evitar a formação de radicais livres no organismo.

  Nutrientes:
- Fibras
- Potássio
- Vitaminas A e C
- Ferro 
- Betacaroteno
- Sais minerais

Valor calórico: 100 g (cozido): 25 kcal

Partilhar este artigo

Notícias Relacionadas