AmeixaPeso e Nutrição

Atualizado em: Segunda, 18 de Maio de 2015 | 126 Visualizações

A sumarenta polpa da ameixa é, essencialmente, composta por água e hidratos de carbono. Contém praticamente todas as vitaminas do grupo B, o que permite fortalecer os nervos, o metabolismo e reforça a agilidade mental.

É igualmente rica em ácidos gordos polinsaturados, que evitam a desidratação das membranas celulares e bloqueiam a entrada de bactérias. 

As ameixas possuem vitamina A e vitamina E. Ambas são antioxidantes e, por isso, protegem o organismo dos radicais livres, evitando o envelhecimento precoce e reforçando as defesas naturais contra vírus, bactérias, fungos e doenças. A vitamina A é benéfica para a visão, ajuda a manter o bom estado da pele, do cabelo, das mucosas e dos ossos, bem como o correto funcionamento do sistema imunológico pois reforça as defesas naturais.

A vitamina E é essencial para manter a estabilidade das células sanguíneas, bem como estimular a fertilidade. Também tem antocianinas, pigmentos com uma função antioxidante e anti-séptica que combatem as infeções e bloqueiam os efeitos nocivos dos radicais livres.

Rica em fibra

O suave efeito laxante das ameixas é conhecido desde a antiguidade. A que se deve?

As fibras presentes nas ameixas formam uma goma que reduz a velocidade de absorção dos hidratos de carbono, tornando-se num alimento saciante, indicado para ajudar a manter o peso.

A polpa e a casca são ricas em fibras insolúveis que favorecem o trânsito intestinal e ajudam a manter baixos os níveis de colesterol e a reduzir o risco de cancro. Evite comê-las se tem problemas intestinais.

Devido, precisamente, às suas propriedades laxantes, poderão causar-lhe diarreia e agravar esses mesmos problemas.

As passas de ameixa são, geralmente, muito energéticas mas conservam intatos os restantes nutrientes, incluindo os minerais, a provitamina A e a vitamina B3, sendo, assim, uma excelente fonte de fibra.

- As amarelas são as ameixas que têm mais sumo mas o seu sabor é mais ácido.

- As pretas têm a casca enegrecida, quase preta, e são as mais apropriadas para cozer.

- As vermelhas são muito sumarentas e doces, ricas em provitamina A.

- As verdes dão pelo nome de Rainha Cláudia e são caracterizadas pelo seu sabor doce. 

Partilhar este artigo
Referência

Notícias Relacionadas