AdenoiditeOuvidos, nariz e garganta

Atualizado em: Quarta, 09 de Setembro de 2015 | 199 Visualizações

As adenóides são formadas por tecido linfóide localizado na nasofaringe (entre as narinas e a orofaringe), que aumenta progressivamente de tamanho entre os 4 e os 10 anos.

Quando este aumento é exagerado diz-se que existe “hiperplasia das adenóides”.

Quando, por causas externas, se verifica inflamação das adenóides, estamos perante uma adenoidite.

A maioria das adenoidites tem causa vírica, podendo ainda ser o resultado de uma infecção de origem bacteriana.  

A adenoidite manifesta-se habitualmente por febre de início súbito, rinorreia purulenta (ranho amarelo-esverdeado) e obstrução nasal. Em casos arrastados, existe obstrução nasal crónica, voz nasalada e, por vezes, otite média.

O diagnóstico da adenoidite é sobretudo clínico, assentando na história da doença e nos sintomas e sinais. O diagnóstico diferencial com sinusite é, por vezes, difícil.

O tratamento deve ser dirigido aos sintomas e, muito raramente, à infecção, caso seja de origem bacteriana. As indicações para adenoidectomia (remoção cirúrgica das adenóides) são infecções recorrentes resistentes ao tratamento médico, obstrução grave ou suspeita de neoplasia (tumor).

Partilhar este artigo
Referência
Dra. Elisa Proença Fernandes - Pediatra

Info-Saúde Relacionados