Óculos de sol a cinco euros? Tenha cuidadoNotícias de Saúde

Segunda, 07 de Março de 2016 | 17 Visualizações

Fonte de imagem: Pixabay

Óculos de sol de baixo custo são prejudiciais à visão.

Quem diz cinco euros, diz dez ou até pouco mais 15 euros. Os óculos de sol devem ser vistos como um investimento para a saúde e a BBC explica porquê.

Recorrendo a um alerta do Conselho Argentino de Oftalmologia, a publicação dá a conhecer as consequências do uso de óculos de sol baratos: prejudicam a visão, sendo conhecidos casos de dilatação das pupilas, algo que acontece porque as lentes não possuem ‘barreiras protetoras’ contra as agressões dos raios ultravioleta (UV).

Sendo baratos e de má qualidade, os típicos óculos ‘apenas para este verão’ ou ‘comprados só para aquela semana de férias’ não possuem os filtros necessários para proteger a visão contra a radiação solar, fazendo com que os raios UV afetem os olhos, causando “desde irritação passageira a tumores malignos”, diz o ex-presidente do Comité Executivo do organismo argentino, Ernesto Ferrer.

“No olho, essa radiação afeta a conjuntiva, produzindo irritação e tumores, a córnea, o cristalino e até a retina”, explica, alertando para a necessidade de todas as pessoas – independentemente das idades – investirem em óculos de sol preparados para combater a radiação.

Na impossibilidade de comprar os óculos de sol numa ótica, o mais recomendado é tentar perceber junto da marca (ou do comerciante) se possuem ou não proteção contra os raios UV, algo que já se encontra presente em alguns dos óculos comercializados por marcas de roupa e acessórios.

Com a chegada a da primavera e dos dias de sol, o uso de óculos de sol é fundamental.

Partilhar esta notícia
Referência