Faça uma pausa e beba chá, pela saúde do seu cérebroNotícias de Saúde

Terça, 05 de Maio de 2015 | 256 Visualizações

De acordo com um estudo, beber uma chávena de chá aumenta a atividade neurológica passados 30 minutos. Mas é preciso saber escolher

O estudo revelou também que os flavonóides - antioxidantes - têm um papel fundamental, neste "despertar" da atividade cerebral. O chá é frequentemente a bebida de eleição para relaxar. Mas o seu efeito calmante não é o único benefício. De acordo com um estudo recente levado a cabo por um grupo de investigadores da Universidade de Newcastle, o chá tem propriedades que permitem melhorar a atividade cerebral. Mas tem de ser preto ou verde. Neste caso, a atividade neurológica aumenta exponencialmente 30 minutos após a sua ingestão e ainda melhora os processos relacionados com a memória e a tomada de decisões. 

Para este estudo, oito voluntários foram convidados a beber uma chávena de chá, preparada com folhas de chá verde ou preto antes de a sua atividade cerebral ser medida. Os eletrodos, colocados na cabeça dos participantes registaram o aumento de três tipos de ondas cerebrais - alfa, beta e teta - dentro de apenas uma hora. "Houve um aumento muito significativo nas ondas teta entre os primeiros 30 minutos e uma hora mais tarde", refere o estudo publicado na revista Nutritional Neuroscience e citado pelo britânico Daily Mail.  

"O chá tem sido associado a muitos benefícios mentais, como melhorias na tensão arterial, clareza mental e relaxamento.", disse o responsável pelo estudo, Edward Okello, diretor-executivo do Grupo de Pesquisa de Plantas Medicinais da Universidade de Newcastle ao mesmo jornal. 

Para a tiróide, camomila 

Um grupo de investigadores da Universidade de Atenas questionou mais de 500 gregos, sobre os seus hábitos de consumo de chá. Entre os voluntários encontravam-se 113 doentes com cancro da tiróide, 286 com tumores benignos e outros 138 sem a doença. Conclui-se que, segundo um relatório publicado no European Journal of Public Health, o consumo de chá de camomila pode diminuir significativamente as hipóteses de desenvolver cancro da tiróide: "Beber este tipo de chá 2 a 6 vezes por semana reduz o risco de cancro da tiróide em 70 por cento e doença benigna em 84 por cento. Em geral, o consumo regular de chá de camomila por mais de 30 anos reduz o risco o desenvolvimento de cancro na tiróide em quase 80 por cento". 

Partilhar esta notícia
Autor
Visão
Referência

Notícias Relacionadas

Info-Saúde Relacionados