Depósitos de tecido adiposo prejudicam saúde cardíacaNotícias de Saúde

Segunda, 29 de Janeiro de 2018 | 53 Visualizações

Fonte de imagem: Synergy Life

Uma equipa de investigadores descobriu, num estudo, que as alterações no metabolismo lipídico do tecido adiposo afetam o desenvolvimento da insuficiência cardíaca.
 
A insuficiência cardíaca causa a morte entre um a dois terços dos pacientes afetados pela doença, no espaço de cinco anos. Por isso, torna-se primordial procurar as causas moleculares da doença e descobrir novos tratamentos para a mesma.
 
Ulrich Kintscher, do Hospital Universitário Charité - Universidade de Medicina de Berlim; Alemanha, que liderou a equipa de investigadores do estudo, explicou o achado: “conseguimos demonstrar que a composição lipídica do coração é alterada pela gordura corporal não-cardíaca e que essas alterações podem afetar a função cardíaca”.
 
Os investigadores já suspeitavam que a gordura corporal exercia um impacto sobre a função cardíaca a nível molecular. Um dos processos-chave envolvidos é a libertação de ácidos gordos pelo tecido adiposo. 
 
Para melhor perceberem este processo, os investigadores interferiram com o metabolismo lipídico em ratinhos e apagaram o gene responsável pela enzima relevante, conhecida como lipase de triglicerídeos de tecido adiposo (ATGL).
 
Foi verificado que, com o tratamento, os ratinhos desenvolveram uma proteção quase total contra a insuficiência cardíaca. 
 
“Para os pacientes, isto significa que devíamos começar a dar mais atenção ao tecido adiposo ao tomarmos decisões relativamente ao diagnóstico e às decisões de tratamento”, concluiu o investigador Ulrich Kintscher.
 
A equipa planeia agora transferir estes resultados para a prática clínica.

Partilhar esta notícia
Referência
Estudo publicado na revista “PLOS Genetics”