Corrida diária protege contra envelhecimento celularNotícias de Saúde

Terça, 16 de Maio de 2017 | 107 Visualizações

Fonte de imagem: Tuvizo

30 a 40 minutos de corrida diária, cinco dias por semana, fazem desacelerar a redução dos telómeros 
 
Um novo estudo indicou que a prática de corrida diária pode fazer diminuir a redução dos telómeros e reduzir o envelhecimento biológico.
 
O estudo dirigido por uma equipa de investigadores da Universidade Brigham Young, EUA, demonstrou a importância da prática de exercício físico. A equipa descobriu que a prática de 30 minutos diários para as mulheres e 40 para os homens, durante cinco dias da semana, faz reduzir a envelhecimento celular em nove anos.
 
Os telómeros formam as extremidades dos cromossomas e são considerados como um marcador da nossa idade biológica. À medida que envelhecemos o comprimento dos telómeros diminui. Quando atingem um comprimento muito reduzido deixam de poder proteger os cromossomas podendo causar a morte celular. O estilo de vida pode afetar o comprimento dos telómeros.
 
Para o estudo, Larry Tucker do Departamento de Ciências do Exercício, analisou dados do Inquérito do Estudo da Saúde e Nutrição Nacional (“National Health and Nutrition Examination Survey”) efetuado entre 1999 e 2002, e que incluía a participação de 5.823 adultos.
 
O investigador analisou a prática dos participantes relativamente a 62 atividades físicas durante um período de 30 dias para medir os níveis de atividade física dos mesmos. Foi também medido o comprimento dos telómeros de cada participante.
 
Como resultado, os participantes muito ativos apresentavam um comprimento de telómeros que representava uma idade biológica de menos 9 anos do que os participantes sedentários e de menos 7 anos do que os participantes com uma atividade física moderada.
 
Larry Tucker afirmou ter ficado surpreendido com o facto de o comprimento dos telómeros entre os participantes sedentários e os moderadamente ativos não apresentar diferenças significativas. Segundo o autor, isto indicará que a atividade física intensa é a intensidade que melhor protege contra o envelhecimento celular. 
 
“Se quisermos uma diferença real na desaceleração do envelhecimento biológico, parece que um pouco de exercício não o vai cortar. Tem-se que exercitar regularmente, com níveis elevados”, comentou.

Partilhar esta notícia
Referência
Estudo publicado na “Preventive Medicine”

Notícias Relacionadas